E os buracos de minhoca?



É uma estrutura dimensional que teoricamente poderia ligar dois pontos distintos do universo.


          Primeiro conceito a ser entendido destas estruturas teóricas é o principio de que o espaço, diferente do que nossos sentidos propõem, é como se fosse uma malha, que pode ser curvado, dobrado e distorcido, utilizando a força da gravidade.  

Outra concepção de buraco de minhoca.

Simples assim?

Não. Na verdade precisou da mente genial de Albert Einstein formular a teoria da relatividade, e quase uma década para ter a confirmação de um astrônomo que observou a luz de uma estrela enquanto ocorria um eclipse solar, detectando um desvio, mínimo, mas suficiente para comprovar a teoria de Einstein: Que objetos massivos curvam o tecido do universo.
Desta afirmação, surgiram alguns objetos teóricos que baseavam se neste conceito. Talvez o mais influente destes seja os buracos negros, que de forma resumida, são objetos tão pesados que criam uma distorção tão grande no tecido do espaço, que nada, nem mesmo a luz consegue sair. Foram propostos teoricamente, e que anos mais tarde detectados por radio telescópios, confirmando assim a teoria.
Eis que outro destes objetos teóricos é o Buraco de minhoca, expressão cunhada pelo físico estadunidense John Archibald Wheeler em 1957, mas que já tinha sido proposto anteriormente por Hermann Weyl em 1921, que de forma simplificada, seria um distorção no espaço de modo a criar uma passagem entre dois pontos distintos do universo, como se fosse um atalho, podendo traspor distancias gigantescas em frações do tempo, em velocidades que podem ser superiores ao da luz.


Ainda na teórica.

          Diferente dos buracos negros, os buracos de minhoca ainda não foram detectados, nem uma evidencia sequer. Contudo nosso entendimento atual de física não descarta a existência destas estruturas.  Algumas das variantes desta teoria dizem que um buraco negro pode se conectar a um também teórico buraco branco formando assim uma variante de buraco de minhoca.

Hollywood adora!

          Hollywood é grande fã de objetos teóricos, e uma prova disso é a quantidade de filmes que empregam o recurso de buracos de minhoca. Um dos mais influentes é o Interestelar (2014) dirigido por Cristhoper Nolan, que aplica este conceito a fim de salvar a raça humana, transportando a civilização humana para outro planeta habitável.

Fonte: Wikipédia e outras.
Comenta aí pode ser? ()