O campo profundo do Hubble.




É uma imagem de uma pequena região da Ursa Maior que foi fotografada por 10 dias seguidos.


          A imagem de campo profundo do Telescópio espacial Hubble foi tirada entre os dias 18 a 28 de Dezembro de 1995 utilizando a Wide Field and Planetary Camera 2, gerando 342 exposições separadas, e pega apenas 3 estrela da nossa galáxia, mas muitas outras galáxias de fundo.


Imagem de campo Ultra Profundo do Hubble - Mais recente que a citada na matéria - Fonte NASA

Feita por curiosidade?

Cerca de 10% do tempo de observação do Hubble era dado de premio a astrônomos proficientes, para que eles pudessem aplica lo em suas pesquisas, sendo este tempo extremamente requisitado e muito difícil de ser obtido. Robert Williams, o então diretor do Space Telescope Science Institute (Instituto de Ciência Espacial Telescópica), decidiu dedicar uma boa parte do seu tempo DD para estudar galáxias distantes, dos quais resolveu empregar 10 dias pra isso.
Apesar do conselho de uso do telescópio não ter ficado muito contente, por originalmente tratar de uma coordenada que não tinha nada de “interessante” a ser observado, mas Robert não ligo eu com isso gerou uma das imagens mais impressionantes do universo.


Gostamos da ideia!

           Depois desta imagem, varias outras foram sendo geradas ao longo dos anos, com tamanhos mais amplos e maiores tempos de exposição, a maior gerada pelo Hubble desde então é a chamada “Campo Extremamente Profundo do Hubble”.

Fonte: Eso e outras .
Comenta aí pode ser? ()