Equação de Drake : “- Onde eles estão?”.



Em 1961, em um dos laboratórios de Los Alamos, o astrofísico Frank Drake fez uma pergunta interessante:


          “- Onde eles estão?” Foi esta a pergunta que Frank Drake fez, ele na verdade se referia a todas as outras civilizações tecnológicas que deveria estar espalhadas no universo, e tentando responder esta questão de uma forma matematicamente realista formulou sua famosa equação:


N=R* x fp x ne x fl x fi x fc x L


E o que tudo isso quer dizer?

 N indica número de civilizações extraterrestres em nossa galáxia com as quais poderíamos ter chances de estabelecer comunicação.
R* indica a taxa de formação de estrelas em nossa galáxia.
fp é a fração de tais estrelas que possuem planetas em órbita.
ne é o número médio de planetas que potencialmente permitem o desenvolvimento de vida por estrela que tem planetas.
fl é a fração dos planetas com potencial para vida que realmente desenvolvem vida.
fi é a fração dos planetas que desenvolvem vida inteligente.
fc é a fração dos planetas que desenvolvem vida inteligente e que têm o desejo e os meios necessários para estabelecer comunicação.
L é o tempo esperado de vida de tal civilização.


E aplicando em termos práticos:

          Montando a equação com termos realistas a equação fica:

N = 7 × 0,5 × 2 × 0.33 × 0,01 × 0,01 × 10 000 = 2,31.

          Indicando-nos que apenas na nossa galáxia podemos ter pelo menos 2 civilizações tecnologicamente avançadas que poderiam se comunicar. Uma delas somos nós, a outra pode estar na estrela do lado ou no outro braço dela. Mas ainda assim é de se fazer pensar.

Fonte: Wikipédia e outras.
Comenta aí pode ser? ()