O zero absoluto é absoluto mesmo?



Não, já conseguimos atingir temperatura mais baixa, mas bem pouquinho.


          Temperatura é definida como grau de agitação atômica, que é sentido por nos como calor. A temperatura do zero absoluto foi determinada pelo engenheiro irlandês William Thomson, conhecido como Lorde Kelvin, que definiu a escala de temperatura absoluta, que começa numa temperatura equivalente a -273,15º C, que em teoria, seria a temperatura em que as moléculas não teriam mais agitação.


As 3 principais escalas de temperatura.


Gelado? Sim, simples? Nem um pouco!

Cientistas alemães da Universidade Ludwig Maximilian em Munique, utilizando um sistema de laser e controlando o posicionamento especifico de átomos de potássio conseguiram chegar a uma temperatura milionésimos de -1° K .
A parte mais interessante deste estudo é que o novo gás produzido simula o comportamento da energia escura, que é uma força ainda não conhecida que aplica o efeito de expansão no universo, forçando o a se expandir mais rápido do que a gravidade atrai.


Dois pelo preço de um!

          Os cientistas suspeitam que matérias que estejam abaixo do zero absoluto começariam a ser repelidas pela gravidade ao invés de ser atraída pela mesma. O estudo também abra a porta para criação de novos materiais cujo as características só podemos teorizar ainda.

Fonte: G1, TecMundo outras.
Comenta aí pode ser? ()